segunda-feira, 26 de junho de 2017

Das corridas... - XXII

Já que ainda não arranjei tempo para falar das férias, façamos um resumo rápido do que se tem corrido por aqui.


17 de Junho - Sábado - Marginal à noite

Já há muito tempo que queria fazer esta corrida, por morar naquela zona, mas calhava sempre na semana dos feriados, em que eu me habituei a meter férias nos últimos anos. Este ano, também calhou nas férias, mas como tinha dorsal oferecido e no Domingo tinha outra prova, antecipei o regresso a Lisboa e lá fui eu.

Foi das provas que mais me custou fazer. Pior só a Meia dos Descobrimentos em Dezembro passado. Se uma foi por ter chovido torrencialmente, esta foi por estar um calor insuportável. E eu e o calor não nos entendemos, já se sabe.

É daquelas que está feita, mas dificilmente será para repetir, mesmo tendo feito um tempo pavoroso. É demasiado confusa, o percurso não é particularmente interessante (ainda menos para quem mora ali e treina habitualmente na marginal), e são apenas 8km.

Não guardo propriamente memórias felizes (tirando o convívio com a grupeta do costume!) e, como tal, não há muito mais a dizer. Concluo dizendo que acabei a prova a pensar: nunca mais faço provas de estrada.


18 de Junho - Domingo - Trail Summer Challenge

Comecemos pelo óbvio: depois de quatro semanas em que corri duas vezes (num fantástico total de 8,5km), fazer duas provas com 12 horas de intervalo, não era exactamente uma decisão muito inteligente. Mas eu acho que já vos tenho habituado às minhas decisões pouco inteligentes, por isso, nada de novo.

Domingo, último dia de férias: saltar da cama às sete para ir em direcção à Ericeira. O ânimo não era muito, a vontade menos ainda. O que valeu foi que ainda éramos alguns: 3 para o trail curto (14km) e 3 para o longo (22km), sendo que havia 3 estreantes em trail.

Eu tive companhia no curto, de uma colega de equipa que se estava a estrear, e fomos sempre muito tranquilas, na conversa, correndo onde dava para correr, caminhando onde só dava para caminhar. O início começou logo duro e difícil, e, confesso, assustou-me um pouco. Fiz a pior e mais longa descida de sempre e tive mesmo medo de ir a rebolar por ali abaixo. Achei mesmo que não ia conseguir, achei que aquilo nunca mais acabava, e só queria sair dali. A parte boa é que o resto do percurso foi bastante mais acessível.

Vimos paisagens lindíssimas, andámos a correr nas arribas junto ao mar e tivemos imensa sorte com o tempo (sem demasiado sol e/ou calor, que era o que me preocupava depois da Marginal à noite). Mais uma vez, problema com os abastecimentos: disseram-nos que teríamos dois abastecimentos, aos 6km e aos 11km, e tivemos apenas um, aos 9km. Não se faz... Uma pessoa chega aos 6km e começa a pensar em comer e beber, cria expectativas, começa a salivar e, depois, nada... Uma diferença de 3km, é uma diferença muito grande! E eu estava mesmo com fome! Lá tomei um gel, para disfarçar, mas mesmo a água começava a faltar. O que valeu é que depois o abastecimento era bom e compensou mas... Não se faz mesmo!

Depois deste abastecimento, descemos para as arribas junto ao mar, andámos por praias (tão bom correr na areia...), andámos no meio de umas rochas muito estranhas (parecia que estávamos em Marte, como diria alguém), e foi aí que se deu a minha verdadeira estreia no trail: primeiro combate entre mim e uma rocha. Ganhou a rocha, pois claro. Eu ganhei uma perna a escorrer sangue, muitas dores na perna e na mão que tentou amparar a queda, e, uma semana depois, estou com uma cicatriz com muito mau ar e ainda algumas dores. Algum dia teria de ser... Fica a nota: mesmo que esteja calor, levar sempre, sempre, as perneiras!

Consegui arrastar-me até à meta, fazer um tempo dentro do aceitável (para o que eram as minhas previsões), e depois tivemos direito a uma sopa do mar que me soube lindamente! O plano era ficar pela Ericeira para uma mariscada e uns mergulhos mas, dado o meu estado, a minha vontade era mesmo ir esticar-me no meu sofá.

Pensamento no final: o trail é ainda mais giro quando temos companhia. Quando é o próximo?



Para isto não ficar ainda mais testamento, guardo as Fogueiras para outro post.

8 comentários:

  1. O disparate maior mesmo foi teres ido fazer a Marginal. Para alem do calor absurdo que esteve, é uma prova que tem mais aspectos negativos do que positivos. Pelo menos o dorsal foi oferecido.

    Fazeres o trail fez muito mais sentido - isto vindo de mim ate parece estranho... - e nao ha duvida que faze-lo com companhia se torna ainda mais divertido. Alias, eu quando vejo a minha malta ir a alguns so tenho mesmo pena de nao estar la por causa do convivio.

    Entao e vais sobreviver a uma descida do caracas (o meu terror nos trails...) para depois te esfarrapares toda? Espero que isso esteja melhor! Quando e mesmo o proximo?

    Aguardo pela historia das Fogueiras.

    (estou num teclado sem acentos. arghhhhhhhhhhh!!!)

    Beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, se não fosse oferecido, não tinha ido! E era uma prova que ia sempre querer fazer, mais cedo ou mais tarde. Assim, ficou feita :)

      Acho que devias dar uma nova oportunidade ao trail. Talvez gostasses!

      E sim, sobrevivi à descida, e dei cabo de mim numa subida! Foi quando andava no meio das rochas de Marte, ao tentar subir para uma, consegui, mas depois caí para a frente em câmara lenta... Ahahahah! Está melhor, mas ainda com algumas dores e a perna ficou muito feia... Não consigo usar calças a não ser largas porque tocam lá e doem-me :/

      Vai sair em breve :)

      Eliminar
    2. Já pensei nisso, a sério. O último que fiz foi um pequenino de 6,3km que fazia parte do troféu das localidades. Não te cheguei a dizer que só não fui ao Cork por causa de outra prova que apareceu no mesmo dia?
      Qualquer dia volto a aventurar-me. :)

      Eliminar
  2. Ai os trails... E as descidas nos trails...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se ainda não experimentaste, tens de experimentar :)

      E as Fogueiras?

      Eliminar
    2. As fogueiras foram maravilhosas...
      Vais ao trail das dores???

      Eliminar
    3. Ainda não pensei nas provas depois de Agosto... Tudo depende do que decida para Novembro :)

      Eliminar